Dicas para a compra de peças para tratores

Nos últimos anos, diversos segmentos econômicos foram verdadeiramente revolucionados pela automação, tratores.

A agricultura é um deles: graças a aparelhos como tratores, colheitadeiras e, até mesmo, pequenas aeronaves, a rotina de trabalho no segmento tem mudado drasticamente.

O problema é que, por mais que todas essas máquinas sejam projetadas para durarem a maior quantidade de tempo possível, elas não são indestrutíveis.

Na prática, isso significa que elas tendem a mostrar sinais de desgaste ao longo do tempo, o que, por sua vez, tende a acarretar em defeitos.

Felizmente, isso nem sempre significa que será preciso comprar um equipamento novo: em boa parte dos casos, a simples substituição de um componente já é o suficiente.

Isso, entretanto, é muito mais complexo do que boa parte das pessoas imagina: desde a qualidade da peça até as embalagens usadas para entregá-los, há uma série de fatores que têm que ser averiguados.

Confira algumas dicas para comprar peças para tratores a seguir e garante um componente de qualidade para a sua máquina:

Tente reparar as peças existentes

Por mais que o componente de um trator pareça irrecuperável, pode ser que um profissional qualificado seja capaz de readequá-lo para recobrar o seu funcionamento.

No caso de peças de valor mais elevado, como o comando hidráulico para trator, essa pode ser uma possibilidade a ser observada.

Entretanto, por mais que o reparo represente um gasto inferior ao da compra de uma nova peça, esse recurso deve ser usado com parcimônia:

Forçar o conserto de um componente que na verdade deveria ser substituído pode causar sérios problemas em seu trator.

Assim, é importante contratar um profissional especializado e confiar no que ele diz.

Evite as peças usadas

As peças para tratores agrícolas, assim como para veículos e outros equipamentos industriais, podem ter um custo elevado.

Por conta disso, muitos proprietários destas máquinas tentam economizar comprando componentes usados de revendedores pela internet.

Apesar de essa realmente ser uma opção mais em conta, é preciso ter em mente que essa é uma situação na qual o barato pode sair caro.

O motivo por trás disso é que, quando uma peça já usada é instalada em um trator, ela provavelmente já estará desgastada.

Isso, por sua vez, implica em uma redução da vida útil do componente, e até mesmo em problemas mais sérios no equipamento.

Da mesma maneira, há pessoas mal intencionadas, que podem vender componentes adulterados via internet.

No caso daqueles mais sensíveis, como o freio hidraulico, isso pode até mesmo causar acidentes.

Por conta disso, recomenda-se evitar a compra nestes canais, como será visto mais detalhadamente no próximo item.

Prefira comprar de revendedores autorizados

Assim como no caso de veículos, fabricantes de máquinas agrícolas costumam contar com revendedores autorizados por todo o Brasil.

Isso significa que, além de ter tratores a venda, eles também vendem todos os componentes necessários para o funcionamento.

Como tais lojas são credenciadas pelas próprias marcas, é sempre mais interessante comprar nelas, por mais que isso signifique pagar um pouco mais caro.

Ainda assim, vale ressaltar que é preciso ter cautela: o fato de um estabelecimento ser credenciado não significa, necessariamente, que ele será de qualidade.

Por conta disso, vale a pena pesquisar sobre as opiniões de clientes anteriores a respeito de aspectos como:

  • Qualidade das peças vendidas;

  • Cumprimento das condições da garantia;

  • Qualidade do atendimento;

  • Qualidade da embalagem e da entrega da peça.

Como há componentes para tratores que são delicados, é muito importante que esse último item seja averiguado com calma.

Além disso, se um estabelecimento não arca nem sequer com o plástico bolha preço, esse é um sinal de que ele provavelmente não se esforça para satisfazer os clientes.

Negocie o preço

Por último, é preciso ter em mente que, em certos casos, o cliente tem uma margem considerável para negociar o valor dos componentes que está comprando.

É o caso, por exemplo, da aquisição de uma grande quantidade de objetos de uma só vez, ou mesmo de uma compra de alto valor e que será paga à vista.

Nessas situações, é muito interessante que o comprador se aproveite das vantagens e tente pechinchar.

Apesar disso, vale ressaltar que, quando um estabelecimento oferecer um componente por um preço muito abaixo daquele praticado pelo mercado.

O cliente deve ficar atento: as chances de que a sua qualidade seja igualmente inferior são altas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *