Qual o papel do integrador logístico no transporte internacional?

A logística internacional abrange muitos processos e vai bem além da armazenagem e do transporte de cargas. 

A atividade envolve uma sequência de etapas interligadas, que dependem umas das outras. Isso exige um planejamento cuidadoso, embasado em regras específicas de cada país e no compliance relacionado à legislação do setor.

O integrador logístico é responsável pela eficiência desses processos. Como o próprio nome sugere, ele integra e orienta os principais agentes da cadeia de fornecimento para que todas as fases da atividade aduaneira aconteçam com a máxima precisão e agilidade. 

Isso, é claro, exige expertise no assunto e inteligência de mercado.

Dessa forma, integradores logísticos não fazem apenas a prestação de serviço de embarque, desembarque e desembaraço aduaneiro; eles são responsáveis pela gestão logística. 

São agentes que planejam todo o processo para minimizar os riscos da operação, analisam detalhes para otimizar o tempo e economizar recursos, ajudam a evitar perdas e garantem a integridade dos itens entregues.

Neste artigo contamos um pouco mais sobre o papel do integrador logístico no transporte internacional. Ficou curioso? Então continue a leitura!

O que é um integrador logístico?

O objetivo da terceirização de processos logísticos é obter vantagem competitiva a partir do conhecimento de profissionais altamente qualificados e da capacidade operacional da empresa contratada, principalmente com relação à infraestrutura de TI. 

Dessa forma, a contratante pode atuar com a expertise e a estrutura da sua parceira.

O integrador logístico (Fourth-Party Logistic) surgiu para substituir o operador logístico (Third-Party Logistic). 

Ele atua, principalmente, com três agentes da cadeia logística:

  • O embarcador;
  • O prestador de serviço;
  • Os transportadores.

Dessa forma, empresas que operam como integradoras logísticas gerenciam e coordenam os diferentes processos da cadeia de suprimentos por meio de soluções completas de gestão

Além disso, intermediam as operações dos embarcadores e dos vários prestadores de serviços logísticos, agregando valor às operações no transporte internacional.

Contratar um integrador logístico e contar com sua expertise para operacionalizar processos em cadeias de abastecimento reduz custos operacionais e fortalece a capacidade de atuação da empresa no mercado, o que aumenta o volume de receitas. 

Além disso, diminui os custos de oportunidade decorrentes da falta de eficiência nas transações, conforme vamos explicar a seguir.

Por que essa parceria é importante nos processos de importação e exportação de bens?

Operações internacionais são caracterizadas pela alta complexidade e a participação de diversos atores: órgãos públicos que regulam as atividades, empresas que intermediam as operações e pessoas físicas e jurídicas interessadas no despacho e no recebimento dos bens.

Por isso, é essencial atuar de forma acertada na logística internacional, de modo a minimizar riscos e gargalos que poderiam resultar em prejuízos.

Nesse contexto, contar com um integrador logístico ajuda a ganhar vantagem competitiva, uma vez que a parceria otimiza processos e reduz custos, além de garantir os níveis de serviço acordados e a sinergia das informações. 

Vamos analisar esses benefícios em detalhes nos próximos tópicos.

Redução de custos

O planejamento adequado das operações, seja em uma transação simples ou no transporte internacional de cargas, garante uma economia que fica evidente em especial na contenção de custos. 

Afinal, é possível programar os recebimentos, de modo que a carga não fique ociosa.

Além disso, a organização dos processos evita atrasos no lançamento de informações, o que permite acompanhar os fluxos de trabalho. 

Também garante agilidade na montagem dos equipamentos necessários para o transbordo e desonera gastos que poderiam incidir na diária dos transportes e nos custos de armazéns, onde a carga é alocada em caso de inconsistências documentais.

Otimização dos processos

Além da competitividade no custo do transporte, a gestão integrada e amparada por dados precisos otimiza os processos, tendo em vista a geração de informações detalhadas sobre a carga desde a sua origem.

Essas informações, aliadas ao conhecimento referente ao potencial de carregamento no porto e aos possíveis limitadores de descarga nos pontos de destino, ainda garantem a criação de um sistema logístico preditivo.

Assim, todos os processos acontecem em seu fluxo normal, sem inconsistências e outros problemas que possam interferir nos prazos de entrega. 

Além disso, é possível contar com a utilização máxima da capacidade dos modais de transporte.

Garantia dos níveis de serviço

É preciso observar a qualidade do serviço constantemente, principalmente porque ela garante a confiabilidade da empresa no mercado. 

Nesse sentido, a integridade dos bens e a agilidade nas entregas são os principais indicadores de conformidade com os níveis de SLA (Service Level Agreement) acordados entre o integrador logístico e seus clientes.

Integração das informações

Os processos da cadeia de suprimentos são interdependentes e exigem a máxima eficiência dos agentes para evitar atrasos e gargalos que levam a prejuízos financeiros, erros e retrabalho.

Com a integração logística é possível transmitir e receber as informações desses processos em tempo real e garantir mais agilidade e transparência às fases da cadeia de fornecimento.

Além disso, a análise de dados precisos em tempo real potencializam a capacidade de decisão gerencial. 

Afinal, permitem criar projeções, comparações e outros relatórios que viabilizam mudanças estratégicas a fim de evitar prejuízos de forma proativa.

Qual é o papel do integrador logístico no transporte internacional?

Um integrador logístico é um grande parceiro de negócios, uma vez que é capaz de pensar estrategicamente e atuar de forma proativa para melhorar a eficiência e o ganho de competitividade dos clientes.

Afinal, ele integra todos os processos e tem uma visão holística de toda a cadeia de suprimentos. Assim, consegue identificar gargalos e processos ineficientes que exigem um realinhamento estratégico.

A partir da detecção de problemas e da antecipação de demandas, o integrador logístico usa sua expertise para criar soluções que otimizam processos e reduzem custos operacionais. 

Dessa forma, opera como um grande aliado dos agentes que compõem a cadeia logística em âmbito nacional e internacional.

Assim, é o integrador logístico que entende as demandas de cada fase da cadeia logística dos mais diversos modelos de negócios. 

Integrado com os stakeholders envolvidos nas operações, elabora um planejamento estratégico mais acertado, implementa e controla os fluxos de bens e proporciona melhores resultados para os clientes.

Quer saber mais sobre a importância da logística internacional? Veja como ela pode ser uma ferramenta estratégica para o seu negócio!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *