Saiba mais sobre o que faz um examinador de trânsito

Ser um examinador de trânsito significa que você pode ensinar a legislação de trânsito nos cursos de formação de condutores.

Um examinador também pode ensinar direção defensiva na prática para novos condutores e avaliar a performance destes condutores no exame de trânsito que é obrigatório para a obtenção de uma Carteira Nacional de Habilitação.

É função do examinador de trânsito garantir que os aprovados nos testes de direção tenham conhecimento teórico e técnico suficientes para dirigir com segurança e responsabilidade.

Formação de um examinador de trânsito

A formação do examinador é determinada pela resolução 358 do CONTRAN que exige dos candidatos ensino superior completo, ser maior de 21 anos e ter curso de capacitação como instrutor de trânsito.

A carga horária do curso é de cerca de 28 horas no total. Para desempenhar a função de examinador de trânsito, o candidato depende de legislação específica dos órgãos de trânsito (DETRAN) de cada estado, que são os responsáveis pela emissão da credencial que vai permitir o exercício da profissão.

Quanto um examinador de trânsito ganha?

A questão do salário não é tão simples quanto pensamos, já que os examinadores de cada região recebem uma remuneração diferente. Em geral, os salários variam entre R$2000,00 e R$4500,00, dependendo de cada estado.

Mas, é válido lembrar que vale muito a pena ser um examinador não apenas devido ao salário. A grande motivação desses profissionais é ter um emprego estável e fixo, com vaga vitalícia.

É importante dizer sempre que os examinadores de trânsito são pessoas altamente capacitadas para realizarem as provas, já que os órgãos oferecem treinamento algumas vezes durante a carreira dele – o que torna a profissão excelente para quem quer sair da zona de conforto e aprender mais.

A importância do perito de trânsito particular

Choques envolvendo dois condutores de veículos, por exemplo, sempre trarão discussões sobre quem foi o responsável por aquele acidente.

O que pode acontecer muitas vezes é essa dinâmica de ‘disputa argumentativa’ terminar em disputas judiciais nas quais caberá ao juiz julgar e estabelecer as indenizações a serem pagas por um dos condutores.

O juiz também poderá julgar e estabelecer outras penas mais graves como multas e até detenção, dependendo da gravidade do acontecimento.

Nesses cenários em que os tribunais são acionados, é muito importante que o condutor contrate um perito de trânsito particular para auxiliar seu advogado com as questões técnicas envolvendo o acidente.

Esse examinador de trânsito, na função de assessor técnico do advogado, terá o papel de fiscalizar e apresentar o contraditório à linha de análise do perito indicado pelo poder judiciário.

Vale destacar, que esse perito de trânsito particular seguirá os preceitos da técnica e da honestidade – tal como o profissional indicado pelo poder judiciário.

Diferente do segundo, no entanto, ele terá um contato mais direto com a parte contratante e fará questão de checar cada um dos detalhes apresentados nos relatos deste condutor.

Ele poderá sugerir a verificação de evidências que deem suporte a esse relato e/ou apontar negligências presentes no laudo pericial apresentado pelo perito indicado pelo juiz.

No compilado de suas atribuições, podemos afirmar que a esse examinador de trânsito particular no papel de assessor técnico caberá:

  • Sugerir e assessorar a elaboração de quesitos que a parte irá apresentar;
  • Apresentar críticas e contrapontos de maneira pertinente em relação ao trabalho do perito judicial designado;
  • Identificar pontos não explorados pelo perito judicial designado e solicitar que o advogado apresente quesitos suplementares para melhor cobertura do assunto tratado – quesitos esses que podem ser cruciais ao andamento do processo;
  • Apresentar uma crítica detalhada e minuciosa ao laudo do perito judicial para seu advogado, indicando-o possíveis pontos a serem contestados;
  • Usar sua experiência para identificar erros de cálculos no laudo do perito judicial designado, bem como levantar pontos omitidos e/ou distorções de fatos.

Colocando em prática

Neste conteúdo você conferiu algumas das funções que um examinador de transito pode exercer.

Entre outros pontos, também foi compartilhado os requisitos para sua formação e a importância que esse profissional tem ao desenvolver suas atividades.

Por fim, também foi apresentado sobre os valores aproximados que esse profissional pode receber, embora os valores podem variar de região para região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *