Qual é o efeito do exercício sobre nossas emoções?

Nada melhor do que aproveitar os dias ensolarados e sair para se exercitar, respirar profundamente e recarregar as baterias gastas no stress do dia a dia.

Mas, qual é o efeito do exercício sobre nossas emoções e qual o exercício bom para você?

Entrevistamos Pedro Oliveira, CEO da Seguro Saúde Net, representante do Plano de Saúde Bradesco, e conseguimos extrair algumas informações interessantes.

Você já deve ter ouvido, em muitas ocasiões, que os hormônios chamados felicidade, são endorfinas, que se multiplicam nos momentos em que desfrutamos do que fazemos.

Além de nos sentirmos mais felizes, elas ajudam nosso sistema imunológico a ser mais forte, que nesta época do ano não é ruim e, portanto, nos fortalece diante do estresse. 

Embora existam várias maneiras de estimular essas substâncias químicas geradas pelo corpo, a mais imediata é através do exercício físico.

Porém, conforme o frio progride, com mais preguiça você fica de ir realizar a atividade física.

 Como também acontece que, de acordo com a “Hipótese da distração” (Bahrke e Morgan, 1978), durante o período em que praticamos uma atividade física, nossa mente se concentra no que está fazendo e esquece temporariamente o que nos preocupa. 

Mas, de todos os tipos de exercícios físicos existentes, qual é o mais benéfico para você? Ou, o que é mais importante, qual você mais gosta e acompanha? 

O ponto é que você, realmente, “fica viciado” com algo que gosta de fazer, pois essa será a única maneira de aumentar sua motivação, suas endorfinas e também sua autoestima, pois você estará cumprindo seus objetivos.

Como procurar o exercício físico que mais lhe convém

Para decidir, pare de enrolar e pense nas suas características: faça uma lista de pelo menos três exercícios que você gosta: caminhar, dançar, nadar, jogar futebol, lutar, etc.

Todos os tipos de esportes são bem-vindos, até mesmo subir as escadas de sua casa. O segredo é ter consistência, qualidade e fazer pelo menos um dia por semana.  

É melhor fazer pouco exercício bem feito do que muito mal feito. Se você puder aumentar seu ritmo será ótimo! Mas, comece com objetivos realistas. 

Você sabia que existem muitos estudos sobre o exercício de subir e descer escadas? Talvez o mais relevante tenha sido o de Philippe Meyer, que se apresentou na Universidade de Genebra, usando apenas 69 funcionários da universidade nas escadas. 

Esses funcionários levavam uma vida muito sedentária (realizavam menos de duas horas de exercício por semana).

Após três meses usando, exclusivamente, as escadas, verificou-se que a melhoria na capacidade aeróbica representava uma redução no risco de morte prematura em até 15%. 

Da mesma forma, houve queda no total de gordura acumulada na cintura, diminuindo a pressão arterial e o colesterol, ou seja, de todos os fatores de risco para doenças cardiovasculares.

É também um dos exercícios que queima mais calorias em menos tempo. Em apenas 15 minutos, você pode consumir 120 quilocalorias e ganhar músculos. 

Imagine o que você pode perder em uma semana, além de ganhar em saúde.

Texto desenvolvido por Upsites

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *