Viagem para o Peru: Dicas e curiosidade para você saber

O Peru é um dos países mais visitados da América do Sul, conhecido por sua impressionante beleza natural e pelas histórias intrigantes, como o centro do Império Inca. 

Localizado na costa oeste do continente, o Peru possui três regiões distintas, desde a exótica floresta amazônica até a Cordilheira dos Andes e as planícies costeiras ao longo do Oceano Pacífico. 

Desse modo, é possível destacar como as principais vantagens de conhecer o local:

  • Proximidade do país;
  • Cultura diversificada;
  • Ambientação “mágica” e regiões distintas;
  • Prática de uma nova língua e tradição;
  • É possível economizar com os roteiros sem prejudicar a experiência.

Com tanta cultura e biodiversidade, o Peru emergiu como um destino de viagem cada vez mais popular. Por isso, confira algumas curiosidades e dicas para quando você for visitá-lo!

Como organizar sua viagem ao Peru

Embora possa não parecer no mapa, o Peru é um país enorme, com grandes distâncias a serem percorridas. Portanto, é importante planejar seu itinerário antes de viajar para lá. 

Algo muito importante que você deve levar em consideração quando viaja para o Peru é a altitude de certos lugares. 

Isso porque muitos dos pontos turísticos que você visitará estão em uma altitude bastante alta (Cusco fica a 3.400 m, enquanto o Lago Titicaca está a 3.800 m acima do nível do mar) e planejar sua viagem é essencial para evitar o mal da altitude. 

Para isso, você precisa dar um tempo para se acostumar com esses lugares, se não quiser que sua viagem ao Peru se transforme em um pesadelo. 

Portanto, quando você planeja seu itinerário, precisa contar com alguns dias de descanso nesses locais.

Clima

O Peru não é um país particularmente grande, mas há diferenças significativas no clima entre as regiões. O motivo? A altitude!

A região costeira é quase deserta. As temperaturas são razoavelmente constantes e não chove com muita frequência. No litoral, não há estação melhor do que qualquer outra.

Nas regiões andinas, é possível chegar rapidamente a uma altitude relativamente alta como em Cusco ou Huaraz, por exemplo. 

Em resumo, se fizermos generalizações, o Peru “montanhoso” conhece duas estações: uma estação seca (de abril a outubro) e uma estação chuvosa (de novembro a março). 

Alimentação

A culinária peruana combina tradições indígenas com influências trazidas pelas populações imigrantes, o que resulta em uma variedade surpreendente que utiliza as recompensas das terras altas do país, das florestas tropicais e do oceano.

Os restaurantes turísticos, especialmente em locais populares como Lima, Cusco e Arequipa, são muito mais caros do que os restaurantes típicos frequentados por peruanos comuns. 

Por esse motivo, coma em locais onde os moradores vão e você ficará surpreso com o quão bem você pode comer no Peru sem gastar tanto dinheiro. 

Além disso, os viajantes com pouca bagagem devem aproveitar ao máximo o almoço no Peru, pois é o momento em que grandes refeições estão disponíveis a preços incrivelmente baixos.

Portanto, não deixe de aproveitar um bom restaurante peruano quando estiver no destino!

Saúde e altitude

Os turistas que vão a Cusco e Machu Picchu, por exemplo, não precisam de vacinação. Porém, nas áreas de floresta tropical, como Puerto Maldonado e Iquitos, é melhor transportar repelente e usar roupas de mangas compridas para se proteger de mosquitos.

Além disso, se você está planejando ir a Cusco, que está em alta altitude, consulte seu médico antes de viajar para tomar algum remédio para a altitude. Além disso, é preciso se acalmar quando chegar à altitude e beber bastante água.

Observação: a água do Peru não é potável, por isso é recomendável que você sempre compre água engarrafada (você a encontrará em todos os cantos do país). 

Segurança

O Peru é um destino maravilhoso, mas também é um país do terceiro mundo. Existem altos níveis de pobreza e criminalidade em certas áreas, especialmente nas grandes cidades. 

Por esse motivo, viaje em grupos sempre que possível e fique de olho nos seus pertences pessoais o tempo todo. 

O Peru é, geralmente, seguro; mas você ainda deve usar o bom senso e cautela para evitar situações potencialmente perigosas.

Idioma

Oficialmente, o espanhol é a língua falada por cerca de 80% da população. O quíchua é falado nas terras altas como a principal língua para quase todos os povos indígenas. 

Já ao redor do lago Titicaca, os indígenas dessa região falam aimará. Os povos indígenas que vivem na região amazônica falam muitos dialetos diferentes. Com isso, é possível perceber que o dialeto do país é bem diversificado.

Tour gratuito pelo centro histórico de Arequipa

Por fim, este é um dos melhores passeios gratuitos pela cidade e você pode encontrá-lo consultando o escritório de informações turísticas na praça principal de Arequipa. 

Você terá uma experiência realmente interessante nas histórias do Peru e de Arequipa e fornecerá um motivo real para apreciar algumas das arquiteturas únicas ao redor.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Mazag, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *