Tipos de ar-condicionado: conheça todos os modelos e as características

O verão chegou e, com ele, a necessidade de refrescar-se. Essa é a época do ano em que as vendas de ar-condicionado sobem. Portanto, quem adquire esse aparelho precisa aprender como usá-lo da melhor forma para evitar danificá-lo.

Esse eletrodoméstico possui inúmeros modelos e possibilidades. O ar-condicionado inverter, por exemplo, mantém a temperatura do ambiente mais constante, o que proporciona conforto e menos consumo de eletricidade — economizando até 40% em relação aos aparelhos convencionais.

Por isso, se você percebeu que apenas o ventilador não é suficiente para te ajudar a lidar com as temperaturas altas, confira os principais modelos e as características de cada um para decidir qual é o melhor para você!

Janela

Este é o tipo mais convencional de ar-condicionado, projetado para ser instalado em uma janela ou um furo feito na parede. O sistema de retorno de ar fresco fica voltado para dentro, e o escape de ar quente fica para fora.

Ele é eficiente para climatizar quartos grandes ou pequenos e possui temporizadores programáveis. A desvantagem é que ele costuma ser barulhento e consome mais eletricidade, já que é fabricado com uma tecnologia mais antiga.

Split

Este é um tipo clássico de ar-condicionado, presente especialmente nos ambientes comerciais. Além de ser eficiente, uma das suas principais vantagens é ser silencioso, discreto para diferentes tipos de ambientes e fácil de ser instalado.

Esse ar-condicionado possui duas partes básicas: uma evaporadora compacta (colocada no espaço que você quer climatizar) e um condensador instalado ao ar livre.

Basicamente, existem dois tipos de split: o tradicional e o cassete. Ambos apresentam um mesmo estilo de funcionamento, mas o último é adaptado para ser colocado no teto do ambiente, em vez das laterais. 

Além de garantir melhor distribuição do ar refrigerado, isso libera mais espaço nas paredes para artigos como estantes e objetos de decoração, por exemplo.

Inverter

Este é um dos modelos com tecnologia mais avançada, o que o faz manter o bom funcionamento com menos consumo de eletricidade, sendo mais silencioso, já que o compressor opera com rotação contínua e variável.

Diferentemente do que acontece no tipo split, o compressor do inverter não liga e desliga completamente de acordo com as mudanças de temperatura do ambiente. O fluxo de ar climatizado permanece ligado e só varia quando há necessidade de mudança de refrigeração.

Outra grande vantagem é a utilização do gás R410a, popularmente conhecido como ecológico. Além de não ser inflamável, tóxico, nem agredir a camada de ozônio, como o gás convencional, o R410a ainda garante melhor rendimento.

Portátil

Este é o modelo mais prático, independente e fácil de ser carregado, sendo ideal para levar para uma viagem rápida. O ar-condicionado portátil deve ser colocado próximo às janelas, a fim de deixar ventilar o ar quente fora do imóvel.

A principal vantagem é que esse modelo não precisa de uma instalação permanente e costuma ter um preço mais acessível do que outros modelos, além de ser eficiente para remover a umidade e o calor do espaço onde é inserido.

VRF

Esta é a sigla em inglês para “Fluxo de Refrigerante Variável”, sistema de unidades internas múltiplas e conectadas em um só condensador, propiciando uma climatização completa.

Esse foi o primeiro modelo multi split da história, criado no Japão, com o objetivo de atender às necessidades de personalizar o controle de temperatura para edifícios. O VRF chamou a atenção nos últimos anos, já que os prédios verdes e a certificação LEED ganharam destaque nesse mercado.

Texto: Gear Seo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *