Teste de COVID-19 é necessário em voos nacionais

A COVID-19 é uma doença que, até onde se sabe, surgiu no final de 2019 na província chinesa de Wuhan e, em poucos meses, se alastrou para todo o planeta. De uma epidemia local o problema tornou-se uma pandemia, afetando praticamente todos os países do mundo, inclusive o Brasil.

Um dos setores mais afetados por essa emergência sanitária foi o turismo, que precisou ser parcialmente interrompido, já que o contágio do vírus é alto. No entanto, com a chegada da vacina, muita gente já vem se preparando para poder viajar pelo Brasil com toda a segurança necessária.

Mas, afinal de contas, na hora de viajar de avião para dentro do país é obrigatório fazer algum tipo de teste para detectar o vírus? Quais são as regras para passageiros e empresas aéreas durante a pandemia? Tudo isso você confere agora.

Viajando durante a pandemia

Há mais de um ano que o mundo virou de pernas para o ar com a chegada do Sars-CoV-2 — nome científico do vírus transmissor da COVID-19 —, uma doença respiratória que afeta principalmente os pulmões e é altamente contagiosa.

Com o passar do tempo, as autoridades da saúde, como a Organização Mundial da Saúde (OMS), foram adotando medidas e protocolos sanitários para ajudar a população a prevenir e impedir o avanço da doença pelo mundo. Algumas delas são o uso de máscaras faciais, a higiene constante das mãos e o distanciamento social.

Pensando nisso, você pode estar se perguntando: este é o melhor momento para viajar? Talvez não. Infelizmente, o Brasil tem vivido ainda um momento de caos no sistema de saúde, tanto público quanto privado, e o melhor é ficar em casa.

Agora, se mesmo assim você quiser viajar ou tiver algum compromisso inadiável, por exemplo, precisando fazer um voo nacional, é possível. Inclusive, os aeroportos e as empresas aéreas têm todo um protocolo bastante rígido no quesito higienização de ambientes e uso obrigatório de máscaras.

Teste de COVID-19 é obrigatório?

No final de fevereiro deste ano, o Ministério Público Federal entrou com uma ação civil pública que exigia que todos os passageiros de voos domésticos, isto é, nacionais, apresentassem resultado negativo para teste de COVID-19 antes de embarcar.

No entanto, no final de março, a Justiça do Ceará derrubou a decisão, tendo em vista que o número de pessoas que viajam mensalmente nesse tipo de voo chega a ser cerca de quatro vezes maior que a capacidade que o Sistema Único de Saúde (SUS) tem para realizar esse tipo de exame.

Portanto, até o momento, o teste de COVID-19 não é obrigatório para voos nacionais. Vale destacar que, se apresentar sintomas de última hora, é possível adiar o voo sem nenhum prejuízo.

Quais as regras na hora de viajar de avião?

O uso de máscaras tanto nos aeroportos quanto dentro dos aviões é obrigatório, assim como em praticamente todos os ambientes externos de um modo geral. Em março, porém, a Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou que alguns tipos de máscaras não podem ser usados dentro de aeroportos.

Chamadas de face shield (protetor facial de acrílico), as máscaras de acrílico e os modelos com válvulas foram proibidos por conta dos riscos de contaminação. Máscaras de tecido são liberadas, desde que tenham mais de uma camada de tecido, bem como as máscaras cirúrgicas e modelos N95 e PFF2 sem válvulas.

Além disso, evite aglomerações e contato físico nesses e em quaisquer outros ambientes. Mantenha sempre uma distância de pelo menos 1,5 m de outras pessoas e tenha sempre em mãos álcool em gel. Enquanto a pandemia não acaba, a prevenção é a nossa maior aliada.

Texto: Gear Seo 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *