Software de gestão com telemedicina: como pode ajudar os profissionais de saúde?

A telemedicina, nada mais é do que uma especialidade voltada para o segmento da saúde, com o intuito de prestar um serviço à distância para o cuidado com a saúde. 

Na prática, alguns médicos já promoviam a assistência médica online. Mas será que a plataforma a qual utilizavam para os teleatendimentos era mesmo de fato segura? Assuntos como este eram pouco debatidos na época. 

Nunca alguém sequer imaginou que 2020 seria o ano da telemedicina e, consequentemente, de readaptações de todos.

O que significa que o avanço do novo coronavírus modificou rapidamente a rotina de países inteiros, empresas e órgãos públicos que também tiveram que se adaptar à realidade da evolução da doença.

As novas medidas preventivas, diretrizes estas estabelecidas pelos Conselhos de Classe, de distanciamento e isolamento social, foram imediatamente adotadas pela sociedade. 

Logo no primeiro mês, se instaurou um misto de medo e preocupação com o bem-estar de entes queridos e como a economia se comportaria pela frente.

Chega a ser ironia do destino que até o mês de março deste ano de 2020, antes do novo coronavírus ser decretado como pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS) se falava em telemedicina como um desafio do futuro. 

Contudo, frente ao decreto de isolamento e distanciamento social, o cenário mundial se alterou completamente e foi o empurrão necessário para que o Ministério da Saúde criasse a Portaria nº 467.

Esta tem o intuito de regulamentar a prática de Telemedicina como medida de enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente da epidemia de Covid-19.

Existe um bom e velho ditado que diz o seguinte: “se a vida te der um limão, faça uma limonada”. 

Seguindo criteriosamente este lema, foi assim que o software médico de gestão para clínicas e consultórios, Shosp, se levantou, sacudiu a poeira e começou a estipular e colocar em ação novas soluções para os clientes. 

Ao mesmo tempo, contribuindo no combate contra o contágio para a área da saúde como um todo. E você deve estar se perguntando como. E a resposta é: através da nova plataforma de telemedicina. 

Plataforma esta integrada ao prontuário eletrônico, com certificado digital (ICP-Brasil) para assinatura de todos os documentos, criptografada e com a possibilidade de armazenar os vídeos dos teleatendimentos com segurança. 

Não é à toa que dentro do período de um mês, o Shosp passou a ser o único sistema de gestão com telemedicina seguro do mercado.

Como o Shosp aperfeiçoou o sistema de telemedicina?

Diante deste quadro apresentado, é claro que o assunto “telemedicina” foi e continua sendo um dos assuntos mais procurados na área médica e administrativa (no sentido de clínicas) hoje em dia. 

Como é uma tecnologia que foi lançada dentro um um curto período de tempo, ainda há muito que o que se aprender tanto pelos profissionais da área médica, quanto por parte da população que necessita ser melhor informada acerca do assunto. 

Só assim, com todos estando cientes, poderão fazer um melhor uso do atendimento à distância com a finalidade de não deixar ninguém desassistido neste momento delicado.

É por isso que o software médico de gestão com teleconsulta do Shosp sempre busca proporcionar materiais educativos e gratuitos com especialistas das áreas jurídicas, tecnológicas e da saúde para melhor orientar os profissionais do segmento médico. 

Aos interessados no assunto poderão conferir conteúdos como: “sobre a importância da assinatura digital para garantir validade jurídica na assinatura dos documentos”, “como os convênios irão pagar para as assistências médicas prestadas após os teleatendimentos” e “como escolher um software médico de gestão com telemedicina seguro”. 

Toda a equipe pertencente do sistema de gestão ainda não se deu como satisfeita. 

Afinal, nas últimas semanas, uma questão tem feito pensar sobre a duração do momento atual o qual todos estão passando: o que poderia ser feito a mais para ajudar nos cuidados à saúde dos profissionais de saúde dos seus respectivos pacientes? 

Foi aí que startup de gestão decidiu que os clientes do Shosp terão acesso à telemedicina gratuita. Com a proposição de exaltar o aviso para que a população fique acolhida, segura e dentro de suas respectivas casas. 

O objetivo é passar uma mensagem de tranquilidade, que mesmo com este cenário que foi instaurado, a crise causada pelo novo coronavírus vai passar e o software médico de gestão está ao lado dos profissionais de saúde para contornar este momento delicado.

Para entender melhor como as ações se decorreram, houve muito empenho da equipe de desenvolvedores em proporcionar, o mais rápido possível e com qualidade, a telemedicina gratuita do Shosp. 

Além de ser segura e com a transferência de dados criptografados – por ter a opção de não ser gravada – confere a vantagem de ser ainda mais veloz. 

Ou seja, há uma preocupação em possibilitar a melhor experiência para os pacientes caso a conexão esteja lenta, por exemplo. Porém, é importante deixar claro quanto às condicionais para quem se interessar em tele atender gratuitamente pelo software de gestão do Shosp.

Para os assinantes do plano Excellence, toda a telemedicina não gravada será realizada gratuitamente, isto é, não haverá cobrança além do que já é pago no plano. 

Para os assinantes do plano Fellowshisp, durante este mês de julho, o Shosp vai liberar gratuitamente a ferramenta de telemedicina para os minutos não gravados. 

Porém, no final do mês de julho, a telemedicina para os minutos não gravados volta a ser gratuita somente para os assinantes do plano Excellence.

O software de gestão com telemedicina que o Shosp oferece tem como objetivo simplificar tanto a rotina do médico, quanto a do paciente. Você não precisa fazer o download de nenhum software ou aplicativo. 

É um sistema na nuvem com certificado no NGS2, que está conectado à autenticação do prontuário eletrônico e é atribuído ao software médico que usa apenas certificados digitais com infraestrutura ICP-Brasil para sua assinatura digital. 

Assim que começa o teleatendimento no Shosp, a sala de conferência privada é concedida para o médico atender aos pacientes marcados, um de cada vez, como se realmente estivessem em um consultório físico. 

É importante ressaltar que o software de gestão com telemedicina também atende ao protocolo que rege a certificação NGS1, mesmo tendo optado em não se certificar para garantir ao usuário uma boa experiência com o sistema.

Mas afinal, o que significa uma prática de telemedicina segura?

É importante começar explicando o conceito de criptografia. Criptografia é um conjunto de técnicas que tornam um dado ininteligível, e este dado volta a ser inteligível somente mediante ao acesso permitido com uma chave determinada para aquela criptografia. 

Isto é, quando um dado é criptografado somente vai conseguir ter acesso a ele, de forma inteligível, quem tiver um chave que foi desenhada para descriptografar aquela informação. 

Então se alguém criptografou um dado e uma outra pessoa o intercepta, seja no armazenamento ou em qualquer momento, este dado vai estar embaralhado e, consequentemente, ininteligível. 

Logo, ainda que outra pessoa acesse aquela informação, não vai conseguir saber do que se trata, somente os locais e as pessoas que tiverem a chave para liberar o acesso é que vão conseguir ter acesso ao que de fato está escrito ou ao que é aquele dado em si.

Se isto é a definição de criptografia, é fácil deduzir qual a sua importância, justamente para a segurança na prática de telemedicina

Por exemplo, se a videochamada de um teleatendimento não for criptografada, durante ou após a consulta, ela pode ser interceptada seja durante a sua transmissão, seja quando ela estiver armazenada e ela pode ser acessada por terceiro, hackers, por exemplo.

Agora se o profissional da saúde criptografa o teleatendimento, então ele está resguardando a si mesmo a o seu paciente deste possível acesso de terceiros. 

Portanto, é sempre importante ressaltar que todos estão passando por um momento de otimizar custos, mas é necessário tomar muito cuidado e ficar atento para não comprometer a prática médica como um todo.

Você também pode receber pelas suas teleconsultas diretamente pelo Shosp

Depois que a prática de telemedicina foi regulamentada pelo Ministério da Saúde, muitos se questionaram como seria realizado o recebimento dos telesserviços. 

Pois como alguns convênios não estão cobrindo os pacientes pelas teleconsultas feitas, os profissionais da área da saúde optaram por receber pela consulta de forma particular. 

Porém, acabam encaminhando os pacientes a pagarem por meio de outras plataformas, o que faz com que os procedimentos fiquem desalinhados.

Para os profissionais ligados a área da saúde que desejavam uma plataforma de gestão com todos os procedimentos centralizados, o sonho acaba de virar realidade. Agora, existe a possibilidade de emitir o pagamento online de teleconsulta diretamente com o Shosp. 

O pagamento dos atendimentos são feitos dentro da plataforma de gestão do Shosp, sem trâmites administrativos ou necessidade de utilização de outras ferramentas do próprio profissional de saúde. 

O paciente poderá pagar pelo seu teleatendimento através de cartão de débito ou crédito e o profissional da saúde pode realizar o saque pelo sistema de gestão do Shosp. 

Para realizar o saque do valor da teleconsulta para a conta bancária, é necessário fazer a transferência por TED/DOC.

Propósito do software médico de gestão, Shosp

O Shosp é mais que uma empresa voltada para o segmento da saúde dentre tantas no mercado: tem como missão e propósito contribuir para que a área da saúde seja cada vez melhor. 

A empresa não pode estar na linha de frente junto com os profissionais da saúde no combate ao novo coronavírus, mas é possível estar nos bastidores e oferecer as melhores soluções para que a pandemia seja contida.

Esse é um simples gesto, dentre vários, que a equipe do sistema de gestão do Shosp encontrou para contribuir com toda a área médica. 

Afinal, mais do que nunca, o software médico de gestão com teleconsulta está mais do que afinado em alcançar a seguinte missão: a de transformar o sistema de doenças no país em um sistema de saúde qualificado e a nível global.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Shosp, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *