O que é e como montar um cronograma de obra?

Quem não conhece uma obra que estava planejada para durar semanas que se tornaram meses e até anos? Não é incomum observar construções, assim como reformas públicas e particulares, com atraso na entrega. 

Essa diferença de datas pode ser causada por diversos fatores, por exemplo: 

  • Troca de profissionais;
  • Planejamento incorreto das etapas;
  • Demora na entrega de materiais para obra;
  • Entre outras frentes.

Para evitar os atrasos, é importante que o responsável pela obra desenvolva um cronograma detalhado e siga esse planejamento. A seguir, você encontra dicas para estruturar, de forma assertiva, um cronograma de obras.

Qual é a importância do cronograma?

A organização é um aspecto imprescindível no ambiente de trabalho, seja no escritório, na sala de aula ou nas obras. 

É por meio do planejamento que se torna possível entregar o resultado esperado dentro de um prazo determinado e por um valor justo, tanto para o cliente quanto para o profissional. 

No ramo da construção, o cronograma de obra pode evitar conflitos por prazo e a necessidade de aumentar o orçamento durante a execução do serviço, melhorando a relação entre cliente e profissional. 

Porém, o que deve estar presente em um cronograma de obra? Veja a seguir!

Dicas para elaborar um bom cronograma

Não existe uma receita mágica para elaborar um bom cronograma, a regra geral é avaliar as necessidades e, uma vez feito o planejamento, segui-lo. Apesar disso, algumas dicas estruturais podem ser aplicadas para alcançar um resultado assertivo. 

Dica 1: faça uma lista de atividades

Ao aceitar uma obra, o profissional é informado sobre o resultado final esperado por parte do cliente, que, muitas vezes, não possui conhecimento específico na área da construção civil. 

Com a expectativa em mãos, é possível traçar uma lista de atividades que devem ser realizadas para atingir o objetivo. 

Um exemplo simples é a troca de uma porta: para realizar a tarefa, é preciso seguir etapas: avaliar o espaço, fazer a compra da porta, separar os materiais de instalação, inserir a porta no lugar e checar o seu funcionamento. 

Assim como no exemplo, as atividades a serem desenvolvidas devem ser detalhadas para tornar o planejamento efetivo.

Dica 2: coloque as tarefas em ordem 

Tarefas e etapas definidas? Agora é hora de colocar em ordem de acordo com a realização de cada uma delas. É importante se planejar de forma realista, afinal essa etapa do cronograma afeta diretamente os prazos e os valores atribuídos ao serviço.

Dica 3: defina o material necessário e planeje a compra

Nesse momento, as tarefas já devem estar definidas e ordenadas conforme o prazo de execução. Agora, é possível listar todos os materiais necessários para a obra, adicionando orçamentos e prazos estimados de entrega. 

Essa é a etapa ideal para estipular uma data de conclusão da obra e chegar a um orçamento justo, tanto para o profissional quanto para o cliente.

Dica 4: conte com os imprevistos

Planejamento finalizado, orçamento fechado e prazo de entrega estipulado? Independentemente de todo o cuidado investido no planejamento, é importante se lembrar de que imprevistos acontecem. 

Nossa dica para evitar atrasos é contar sempre com um prazo estimado, compartilhando com o cliente uma data variável de até 3 dias para evitar quebra de expectativas e maiores transtornos.

Dica 5: divida o planejamento com o cliente

Agora que o cronograma da obra foi efetivamente finalizado, chegou a hora de compartilhar as informações com o cliente! Essa etapa é importante para que ele entenda a quantidade de atividades envolvidas e que imprevistos podem acontecer. 

Nesse momento também é importante conversar sobre o andamento da obra, que deve ser acompanhado de perto e pode ser compartilhado. Dessa forma, o cliente possui informações atualizadas e pode entender mais sobre o resultado da tão sonhada obra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *