MEI

Dicas para abrir um MEI

Sem dúvida nenhuma, uma das maiores contribuições estatais para o empreendedor em geral foi a criação do MEI. Este modelo de trabalho permitiu que muitas pessoas que eram trabalhadoras informais acabassem tendo sua formalização e direitos garantidos.

O MEI garante os direitos de:

  • Donos de pequenas lojas;
  • Mecânicos;
  • Freelancers;
  • Entregadores.

Cursos online de administração de todos os cantos hoje incluem o MEI como a melhor opção para se começar a trabalhar. 

Lembrando, você vai precisar de uma boa dose de experiência e receita para poder se encaixar de maneira adequada em outra modalidade.

Seja como for, é importante saber abrir o seu primeiro CNPJ da maneira adequada. Desta forma você não perde a chance de contar com todos os descontos e resumos fiscais oferecidos pela lei.

Sendo assim, hoje trouxemos um passo a passo com todas as dicas necessárias sobre como abrir um MEI.

O que é MEI?

Primeiramente, vamos entender da maneira correta o que significa a sigla MEI. MEI é a sigla para Micro Empresário Individual, que é praticamente uma formalização em CNPJ para um trabalhador autônomo.

Com este tipo de registro você consegue não só emitir notas fiscais, mas também garantir uma declaração de renda e fazer o seu recolhimento do INSS.

Sem contar que você consegue ter direitos a alguns auxílios caso se acidente ou tenha algum problema incapacitante.

Isto também abre as portas para vários tipos de fornecedores, até mesmo com descontos especiais. 

Ganhando também uma a possibilidade de isenção em vários impostos, principalmente, na compra de veículos essenciais nos seus trabalhos.

Por último, é possível dizer que você ainda irá receber a possibilidade de contratar até 1 empregado.

Como abrir um MEI?

O processo é bastante simples, basta você entrar no portal do empreendedor, que hoje se encontra no domínio gov.br, e clicar na opção quero ser um MEI. Aí, você receberá uma série de alternativas de informação e também a opção de “formalizar-se”.

Entretanto, é sempre positivo ler os outros itens, afinal de contas, eles trazem uma série de instruções cruciais, como por exemplo os documentos necessários e deveres da pessoa.

Após clicar na opção de iniciar a formalização, você será orientado para um página com formulários sobre os seus principais dados, além da seleção da atividade do seu MEI.

Envie os documentos e você já terá à sua disposição um CNPJ 100% válido, mas que começa a contar mesmo depois do primeiro pagamento de guia.

Entretanto, é importante dizer que para emissão de cupons fiscais é necessário um registro de CMC na prefeitura de sua cidade e uma autenticação digital.

Dicas extras

Como você pode ver, abrir um MEI é realmente algo fácil que pode ser feito em apenas alguns minutos. 

Entretanto, para que você tenha uma garantia de sucesso, é sempre bom investir nas coisas certas do jeito e no tempo certo.

Por isso, separei aqui um conjunto de dicas para abrir um MEI que serão realmente matadoras para o longo prazo.

1 – Defina a sua atividade

Hoje em dia é importante entender que um empresário não está em sua empresa para simplesmente saltar de galho em galho.

Ao abrir um MEI é necessário informar exatamente o tipo de atividade que você está disposto a exercer. Seja você um mascate ou mesmo um redator publicitário.

Cada atividade permitida como um exercício do MEI recebe um código chamado de CNAE. Se o que você for fazer não estiver enquadrado, então não será possível abrir um MEI.

Além disso, definir a sua atuação antes de abrir o MEI impede a necessidade de ter toda uma burocracia para mudar futuramente uma escolha que deu errado.

Ressaltando que você também terá a necessidade de correr atrás de informações relevantes para ter êxito no seu empreendimento.

2 – Cuidado com a burocracia

Um dos grandes problemas que encontramos hoje em dia é exatamente os limites da burocracia de uma maneira geral. 

Quando você não se prepara para fazer coisas com antecedência, pode acabar sendo barrado por alguma coisa surpreendentemente absurda.

Por isso, comece tentando entender exatamente o que você terá que entregar para poder fazer o seu MEI valer. 

Não só os documentos que o próprio portal do governo irá exigir, mas também os que o seu município irá requisitar.

Como dito lá no início, um dos principais objetivos da formalização do MEI é exatamente emitir cupons fiscais. E isto é feito através dos portais da sua prefeitura. 

Portanto, ao abrir um MEI você também precisa se preparar para fazer todos os requisitos para iniciar a demanda do município em que abriu seu CNPJ.

Lembrando que esta brincadeira pode demorar alguns meses, por isso a antecedência é crucial para não perder vendas.

3 – Monte um plano de negócios

Lembrando, você tem uma formalização, mas será que você tem tudo o que precisa para se tornar um empresário de sucesso? 

Com um plano de negócios você consegue planejar toda a espinha dorsal do seu empreendimento.

Desta forma terá total capacidade de atender às demandas do mercado e ainda organizar previamente as suas finanças. 

Acredite, a maioria das pessoas infelizmente cai exatamente no erro de não administrar direito o fluxo de caixa.

Embolar as suas finanças pessoais com as da empresa também é uma péssima ideia para se implementar no longo prazo. Sendo preferível nem ao menos começar a trabalhar dessa forma.

Conclusão

Resumindo, manter as contribuições em dia é essencial para não acabar com multas altíssimas e vários outros problemas. 

Portanto, para evitar cair na dívida ativa do estado, o ideal é ficar muito atento aos prazos dados, além de manter suas  habilidades empreendedoras por meio de cursos online

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Certificado Cursos Online, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre cursos, educação e diversos segmentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *