Quais os cuidados ao colocar casas para alugar?

Se você tem um imóvel desocupado, essa pode ser a chance que faltava para garantir uma boa renda no final do mês para ajudar nas despesas.

Mas colocar casas para alugar pode ser um desafio para quem não tem muita experiência na área, e é normal ter dúvidas sobre os gastos, como atrair bons inquilinos e elaborar um bom contrato.

A primeira coisa que deve fazer, com certeza, é cuidar da administração do imóvel e quem será o responsável por essa parte. Procure se informar nas leis do setor para não correr nenhum risco!

Caso preferir, você também pode recorrer a uma imobiliária para não ter que ser o responsável pela burocracia, discutir contrato ou fazer cobranças. Se escolher essa opção, é bom prestar atenção nos valores que a imobiliária cobra pelos serviços que serão prestados.

Mas antes de colocar o imóvel para alugar, é bom você saber que não é só o locatário que deve estar em dia com alguns documentos. Para formalizar o contrato, você tem que ter em mãos a carteira de identidade, CPF e comprovante de propriedade ou domínio da casa.

No caso de pessoas jurídicas, é preciso ter o contrato social da empresa, o Número do Cadastro Geral de Contribuintes (CGC) e o Comprovante da Propriedade ou Domínio do Imóvel.

  • Estado de conservação do imóvel

  • Anúncio

  • Conhecendo seu inquilino

  • Fechando contrato

  • Estado de conservação do imóvel

De acordo com a Lei, você só pode comercializar um imóvel se ele estiver em condições de ser habitado. Por isso, é muito importância apresentar uma boa aparência da casa para alugar.

Se ela está fechada a muito tempo, confira se não é o caso de dar uma manutenção, e também tente manter o local sempre limpo. A mesma regra vale para o jardim e piscina, se a casa tiver.

A falta de cuidado nesses detalhes pode dificultar o fechamento do contrato, além de desvalorizar a casa no mercado. Afinal, se o seu inquilino perceber que precisa fazer uma reforma, significa mais prejuízos para ele do que vantagens.

Anunciando seu imóvel

Hoje com a internet essa tarefa é bem mais fácil, com as redes sociais e sites específicos você consegue anunciar que está colocando a sua casa para alugar facilmente. Para isso, tire boas fotos, escreva uma definição clara, dê a localização e valor.

Tente ser o mais flexível na definição dos horários de visitação, porque se a pessoa viu seu anúncio e entrou em contato, você tem 50% de chance de fechar negócio.

Conhecendo o seu inquilino

Aproveite as visitas de possíveis inquilinos para tirar todas as suas dúvidas, use esse tempo para conversar e entender as expectativas da pessoas com o imóvel. Tudo o que você conseguir extrair dessas conversas!

Fechando contrato

Há quatro pontos de atenção nesse momento: o preço do aluguel, o tempo de vigência do contrato, garantia e eventuais penalidades em caso de inadimplência. No documento deve constar o reajuste, que é feito anualmente, e as cláusulas de rescisão.

Estabeleça o valor da multa, caso alguma das partes queira terminar o contrato antes do prazo firmado. No Brasil, o locador não pode rescindir o contrato, pela Lei esse é um direito do locatário, mas caso haja essa necessidade, é preciso que esteja previsto o valor de multa para ambos.

E não se esqueça que apesar do dinheiro que irá entrar dos aluguéis, a manutenção do imóvel é por sua conta, e ela é contínua e não pode ser deixada de lado porque ela vai garantir que o imóvel esteja sempre em boas condições para o próximo inquilino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *