Conheça algumas das principais soluções de tecnologia em cassinos e sites de apostas

O investimento na tecnologia em cassinos e em sites de apostas garante a confiabilidade dos apostadores

A tecnologia e o mercado de apostas sempre caminharam juntos. A indústria de jogos tem a tradição de adotar e impulsionar novas tecnologias antes da maioria das verticais de negócio. 

Hoje, por exemplo, os apostadores já podem lançar mão da tecnologia e apostar e pagar com criptomoeadas

Todo ano, milhões são investidos em tecnologias que protegem as informações pessoais e financeiras dos apostadores, seja de cassinos físicos ou de um cassino online, os quais investem muito dinheiro em tecnologia. 

Abaixo estão algumas das soluções mais eficazes e inovadoras presentes no mundo das apostas físicas e online:

Mantendo hackers afastados

Os sites de apostas online estão cada vez mais populares, inclusive no Brasil. O investimento em publicidade tem sido alto no país, mas é maior ainda para afastar acessos indesejados. 

Uma solução chamada ReputationManager360, da empresa lnnovation, promete cumprir essa função.  

Ela rastreia anomalias em transações financeiras e a geolocalização dos usuários, alimentando um banco de dados completo com informações de infratores virtuais.  

Conexões disfarçadas via proxy são desmascaradas pelo “Real IP”, embarcado na maioria das plataformas de apostas disponíveis.

Dados seguros, diversão garantida

Os sites trabalham com criptografia e certificados de segurança complexos, semelhantes aos dos principais bancos do mercado. 

Os termos de serviço dos principais sites de apostas prevêem total segurança para transações e informações pessoais em suas plataformas. 

Desse modo, os dados dos apostadores não são acessados e nem roubados por intrusos. Nem mesmo a administração dos sites tem acesso a essas informações. 

Viajando com a realidade virtual

Tecnologia embarcada em jogos e soluções que atendem de bancos a hospitais, a realidade virtual também está transformando as apostas online. 

Com gráficos cada vez mais arrojados, a tecnologia em cassinos virtuais traz a sensação de o apostador estar jogando em um salão de jogos real. Dá pra se imaginar em Las Vegas, Portugal ou Macau sem sair de casa e lucrando. 

A experiência real é evidentemente melhor, mas a realidade virtual proporciona essa comodidade aos jogadores.

Trapaceiros em bando

Os trapaceiros profissionais que atuam em cassinos físicos não costumam agir sozinhos. Para dificultar os sistemas de segurança, muitos deles se reúnem para tentar ludibriar câmeras, sensores e crupiês experientes. 

 

Quer ver como eles trabalham? É só assistir o filme “Onze Homens e Um Segredo”. Um software batizado de Non-Obvious Relationship Awareness (NORA) detecta resultados estranhos e jogos suspeitos. 

Ele contém um banco de dados com as fraudes mais comuns, utilizando o monitoramento realizado pelo TableEye21 para identificar os passos mais usuais tomados pelos trapaceiros. 

O poder desse programa é tão grande que ele já foi usado por serviços de inteligência para combater terroristas.

Barrados no baile

Perder a cabeça em Las Vegas é algo perfeitamente normal. Esse tipo de acontecimento também já alimentou a narrativa de vários filmes hollywoodianos. 

Para afastar arruaceiros, um sistema de identificação de placas de carros detecta personas non-gratas dos cassinos, permitindo que a segurança impeça a entrada desses maus clientes já na porta. 

Após o sistema escanear as informações do automóvel, uma interface de reconhecimento ótico bate os dados colhidos com a base mantida pelo cassino. 

Se houver qualquer problema registrado para o veículo, seu dono terá de bater em outra porta para tentar a sorte.

Ninguém é estranho num salão de jogos

O transporte para o cassino pode ser facilmente trocado, mas o rosto do jogador, não. Além de observadores ocultos nos salões de jogos, a tecnologia em cassinos conta com o reconhecimento facial. 

Por meio de sensores e câmeras, os sistemas registram o rosto de todos os clientes e cruzam as informações com bancos de dados próprios e até das autoridades locais. 

Somente um mestre dos disfarces teria sucesso na tentativa de enganar essas defesas dos cassinos. 

“Wearables” no uniforme dos crupiês

A criatividade dos trapaceiros parece não ter fim, então a TI e a segurança dos cassinos devem estar sempre um passo à frente deles. 

A contagem do baralho do poker e a ocultação de cartas no baccarat são algumas das práticas mais comuns dos jogadores mais ousados. 

Um dos sistemas mais curiosos no combate à ocultação de cartas no baccarat é através da impressão de códigos de barras invisíveis nas cartas, com o crupiê fazendo a checagem com um sensor instalado em seus sapatos. 

O dispositivo se comunica com um computador central, que valida as cartas em tempo real e devolve um sinal ao crupiê. Se alguma carta ilícita for detectada, o apostador sofrerá consequências da lei e terá de procurar outra cidade para tentar aplicar golpes.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *