Como melhorar a escrita de crianças?

Melhorar a escrita de crianças nem sempre é uma tarefa fácil, e muitos educadores podem passar horas em tentativas frustradas.

Como resultado, as crianças também se cansam, os adultos não sabem o que fazer e a luta parece perdida.

Entretanto, isso pode ser diferente. Aqui separamos as melhores dicas de como dar um up nas letras dos pequenos de um jeito mais simples, sem estresse.

Vamos lá?

1. Encorajamento – Tudo começa aqui

Antes de realmente começar a testar a escrita, é importante que o pequeno sinta que ele pode mudar para melhor.

Caso contrário, a sensação que ele terá é de que se trata de uma luta impossível.

Justamente por isso, todos os dilemas, problemas, estresse e palavras ou atitudes ofensivas devem ficar de fora do aprendizado.

No geral, quanto mais a criança se sente apenas pressionada a melhorar, pior é o processo.

Alguns cursos online vêm apresentado a ideia de motivação e encorajamento como primeira base de sucesso.

Portanto, é preciso se aproximar da criança. Busque observar a forma como ela se senta e escreve, se a letra é sempre igual ou muda e o que ela pensa.

Muitas vezes, as crianças escrevem com letras mais bonitas em casa porque conseguem ter mais tempo.

Já que, na sala de aula, é preciso copiar mais rapidamente, seja porque a professora pede, apaga a lousa ou mesmo para poderem brincar.

Além do mais, é preciso dar algum espaço, já que cada criança tem um processo diferente, sendo essencial respeitar isso.

No mais, incentive o seu filho a escrever, a melhorar, a ter mais calma e saber que realmente é capaz.

2. Como melhorar a escrita de crianças letra a letra

Chegando a segunda dica desse post, temos em mãos um assunto mais delicado: os cadernos de caligrafia.

No geral, os cadernos foram usados por muitos anos, mas acabaram perdendo a força ao longo do tempo.

O que foi um grande erro.

Mesmo que seja um método mais antigo e tradicional, não há como negar que a técnica realmente funciona.

Em síntese, a ideia é melhorar a escrita uma letra de cada vez. Ou seja, nada de ensinar tudo em um dia e esperar que no dia seguinte a letra da criança esteja maravilhosa.

Não é assim que funciona. Inclusive, existem crianças que têm mais facilidade com uma letra que outra, por vários motivos distintos.

Logo, pode ser que ela aprenda rapidamente a fazer a letra “W”, e demore muito para aprender a letra “R”.

Assim, os cadernos de caligrafia são uma das melhores alternativas para começar o treino.

O ideal é começar por letras mais usadas, como as vogais. Em seguida, vá para as consoantes seguindo alguma lista, como a sequência do alfabeto.

Se o pequeno estiver nos primeiros anos de escola, acompanhe o ensino da professora.

Já que é comum ensinar uma letra por dia, por exemplo. Assim, o pequeno aprende sem pressão e de maneira mais sólida.

3. Atividades escritas – Influencie!

Um dos dilemas da vida atual é que, desde cedo, as crianças estão conectadas a celulares e computadores.

O problema é que, nesses aparelhos, a letra sai exatamente como deveria, é só apertar um botão.

Já na vida real, a escrita depende da pressão, movimento e conhecido do alfabeto. Entre as maneiras de fazer isso, está:

  • Brinque de escolinha em casa com uma lousa;
  • Incentive os pequenos a escreverem coisas em um caderno;
  • Um diário pode ser uma boa saída;
  • Incentive fazer trabalhos escolares à mão, incluindo pintura e desenho;
  • Tenha uma lousa ou quadro onde a criança possa brincar livremente.

Portanto, além de controlar o acesso dos pequenos à tecnologia, é preciso incentivar a escrita à mão, para que ele aprenda na prática.

4. Fique de olho na postura para melhorar a escrita de criança

Não é nenhum segredo que os pequenos são mais flexíveis, possuem muita energia e nem sempre é fácil segurá-los nas cadeiras. E é justamente esse um problema comum.

Acontece que, quando o indivíduo não se senta direito, pode acabar comprometendo a escrita.

Já que as costas doem, os braços não têm apoio, a mão cansa, e assim por diante.

Sendo assim, é essencial ficar de olho nessa questão. Muitas vezes, apenas incentivar o pequeno a sentar direito já causa algum impacto na letra.

Outras vezes, pode demorar um pouco mais ou ser preciso mudar esse hábito em mais tempo.

De qualquer maneira, a recomendação profissional é sempre colocar a criança em uma cadeira e mesa proporcional para o seu tamanho.

Dessa forma, os pés ficam apoiados no chão, a mesa tem uma altura bacana para ver e escrever e as costas ficam no encosto da cadeira.

Então, corte a ideia de fazer tarefas e atividades no sofá ou em locais onde não dá para manter a posição de escrita.

Importante

Também vale a pena observar se os pequenos estão segurando o lápis de maneira que seja possível escrever.

Em alguns casos, eles podem não se segurar como você e, ainda assim, ter uma escrita agradável.

Então, incentive-o a encontrar a melhor opção de apoio.

5. Incentivo e explicações

Os cursos online com certificado na área educacional mostram que se negar a explicar coisas a criança pode ser muito ruim.

Isso porque, é natural que eles queiram entender melhor o mundo. Para isso, fazem milhares de perguntas.

Não à toa, assim que você disser que é preciso melhorar a letra, a criança vai querer saber porquê.

Afinal de contas, mesmo que você não entenda, ela sabe o que está escrevendo. Ao menos em alguns casos.

Pensando nisso, é preciso ter um combo de incentivo e explicação.

A explicação é para que a criança entenda as vantagens. Por exemplo, ela vai entender o que escreve, a professora também vai entender e pegar menos no pé dela, o caderno será mais bonito e ela vai receber elogios.

Essa explicação muda de acordo com a criança e idade.

Já o incentivo, deve ser constante para que o pequeno se sinta valorizado, mas saiba que pode melhorar.

Inclusive, o ideal é incentivar também a leitura, que a longo prazo é essencial para o vocabulário.

Por fim, você ainda ficou com alguma dúvida? Comente aqui embaixo e também compartilhe as suas dicas com nossos leitores.

Grande abraço e até o próximo post!

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Certificado Cursos Online, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre cursos, educação e diversos segmentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *