A Terra pode sofrer um aumento da temperatura média?

No último mês de novembro de 2021, aconteceu a Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas na Terra, a COP26, em que autoridades dos principais países do mundo se reuniram para discutir medidas para conter as mudanças climáticas do mundo nos próximos anos e décadas. 

Desse modo, entram algumas questões em pauta: Qual a melhor maneira de lidar com as mudanças? Como manter a temperatura ideal do planeta? Como controlar a emissão de carbono e a poluição?

Essas são algumas perguntas que tanto países quanto empresas e organizações ambientais tentam responder a fim de encontrarem maneiras de garantir um futuro melhor para todos. Entenda!

Entendendo a temperatura da Terra

A presença da camada de ozônio é um dos maiores fatores que possibilitou o surgimento de vida no planeta Terra. Isso porque essa camada retém um dos elementos mais importantes para nós: o calor do sol. 

Assim, com o tempo, o planeta passou a ter uma temperatura adequada tanto para o desenvolvimento de seres vivos quanto para sua sobrevivência. 

Sendo assim, a retenção de calor é um efeito natural do planeta. Por que, então, se fala tanto em aquecimento global? Por conta do aumento da temperatura média do planeta e, principalmente, da velocidade em que isso está acontecendo. 

Isso porque, nos últimos tempos, dados de pesquisas meteorológicas e de análise de meio ambiente, como as feitas pela própria Organização das Nações Unidas, mostraram que a temperatura média do planeta está aumentando muito mais rápido do que o previsto.

Ou seja, isso está causando preocupação por conta de seus efeitos globais. É o chamado Aquecimento Global.  

De acordo com informações do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, estudos indicam que pode haver um aumento de 5°C em apenas 200 anos, o que, em condições naturais — isto é, sem a ação humana —, aconteceria em cerca de 10 mil anos. 

Além disso, as temperaturas anuais mostram que os últimos 20 anos foram registrados sempre como os mais quentes da história, mostrando um avanço da temperatura ano a ano. 

Quais são as causas disso?

Uma das grandes causas do aquecimento global é o efeito estufa, que acontece principalmente por conta do acúmulo de gás carbônico na atmosfera. 

Os gases, liberados durante diversas ações humanas, ficam presos na atmosfera da Terra por conta da camada de ozônio, formando uma espécie de estufa, que retém muito mais calor e faz com que a temperatura média do planeta aumente. 

Por isso, o aquecimento global e o efeito estufa estão intimamente ligados, fazendo com que o principal foco de governos, empresas e sociedade esteja na redução da liberação de gases na atmosfera, reduzindo, assim, a sensação de estufa da Terra.

A liberação desses gases na atmosfera acontece por conta da ação humana. Isso porque todas as ações coletivas e individuais colaboram com o aumento da queima de combustíveis fósseis, o aumento da liberação de gases pela indústria e por todos os outros mercados e atividades humanas. 

Ou seja, praticamente todas as ações causam algum impacto no meio ambiente. Isso é chamado de “pegada de carbono”. Hoje, é estimado que a pegada de carbono individual seja de 4 toneladas de CO2 anuais, de acordo com a ONG The Nature Conservancy.

Além da emissão de gás carbônico, outros problemas ambientais também contribuem para o aumento da temperatura terrestre, como é o caso do desmatamento. 

Isso porque a quantidade de árvores presentes no mundo contribuem com a absorção dos gases estufa. Portanto, é preciso que as matas sejam preservadas, o que leva às discussões sobre o desmatamento em todo o mundo, principalmente no Brasil. 

O que pode acontecer devido ao aumento da temperatura?

A mudança de temperatura média da Terra pode gerar inúmeros problemas e questões ambientais. Quem nunca viu a clássica imagem de um urso polar sozinho em uma parte de geleira? 

A foto busca mostrar exatamente um dos efeitos: o derretimento das calotas polares. Mas outras consequências também podem ocorrer. Entre os principais efeitos do aumento da temperatura terrestre estão:

  • Derretimento das calotas polares; 
  • Aumento do nível do mar e avanço da água em cidade litorâneas; 
  • Perda de territórios e, consequentemente, refugiados climáticos;
  • Extinção de espécies polares e não polares;
  • Mais temporadas de secas em algumas regiões e de chuvas em outras;
  • Incêndios e outras catástrofes relacionadas ao calor e ao frio extremos;
  • Aumento da transmissão de doenças relacionadas ao calor ou ao frio;
  • Problemas na produção e agricultura, causando insegurança alimentar. 

Continue a leitura e entenda como pode ser possível controlar essa situação.

O que pode ser feito para controlar o problema?

Evitar o aumento da temperatura média exige a atenção de todos, principalmente dos governos e mercados. 

A Cúpula do Clima é apenas um dos eventos que busca discutir medidas a serem tomadas por todos os países participantes a fim de frear a emissão de CO2 e o desmatamento, podendo haver sanções aos que não cumprirem suas metas. 

Além dos governos, muitas empresas já enxergam a sustentabilidade como um princípio a ser trabalhado. 

Com isso, incluem em suas metas zerar a emissão de carbono nos próximos anos ou reduzi-la ao máximo ao utilizar formas diferentes de produção, fontes de energia e descarte de seus resíduos. 

Texto: Gustavo Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *