A inspeção de solda em ferro fundido

Hoje em dia as indústrias possuem diversos serviços, tanto os abrangentes quanto os mais específicos. Um deles são os processos de soldagem, que são diversos, mas hoje falaremos especificamente sobre um.

A soldagem, em processos industriais, é feita para unir certos materiais, sendo eles iguais ou não. Eles são grudados de forma permanente, aplicados de acordo com todos os métodos e propriedades existentes hoje em dia.

Tudo dependerá da forma, da espessura, da geometria das peças e das características dos materiais que serão usados e seu desempenho.

Esse serviço proporciona uma forte aderência de forma mecânica dos materiais e fazem que a mecânica mínima de cada um desses funcione.

Para que ele seja feito, um processo de metalurgia é envolvido, de forma a realizar a fusão e a solidificação dos objetos para continuar no desenvolvimento do elemento.

A soldagem é feita em metais, pois eles reagem rápido a partir do momento em que recebem calor. Isso porque, após ser derretido pode ser utilizado para a realização da solda de ferro fundido.

Seu processo se consiste em:

  • Evitar contato com ar atmosférico;
  • Utilizar ou não pressão;
  • Remover resíduos nas superfícies;
  • Controlar todas as transformações.

E para que seja mais fácil entender como é a relação do ferro com esse tipo de soldagem, iremos falar um pouco mais sobre esse elemento e suas necessidades.

O ferro na indústria e seu desenvolvimento na soldagem

Um dos elementos mais usados em fábricas, por toda sua riqueza de transformação, o ferro quando fundido é um dos maiores desafios para um profissional soldador.

Ele fundido possui uma diversidade de propriedades, principalmente um grande teor de carbono, que pode chegar até 4,5%.

Caso haja algum problema na soldagem ou moldagem do ferro é possível recuperá-lo com facilidade, para isso basta utilizar um eletrodo revestido e um procedimento para cada caso com adequação.

A maioria dos eletrodos que são utilizados nesses casos são os de níquel, que devem ser aplicados a frio, após a soldagem. Isso porque esse material auxiliará na realização de cordões alternados, pequenos e martelados responsáveis pela manutenção do ferro.

Alguns benefícios do procedimento com níquel são:

  • Evitar a quebra;
  • Evitar o superaquecimento;
  • Aliviar tensões;
  • Evitar a trinca do cordão da solda.

Agora falaremos alguns elementos que esse tipo de soldagem necessita para poder ocorrer de forma precisa.

Propriedades desse tipo de soldagem

A Inspeção de solda é uma etapa necessária para a realização da soldagem, pois ela ajuda no controle e na qualidade dos processos que são realizados durante esse procedimento.

Ou seja, é uma das etapas iniciais que garante a conformidade nas soldas de forma qualificada e que os procedimentos sejam realizados com excelências.

Assim, a inspeção da solda é de extrema importância pois a realização de seus procedimentos garantem uma soldagem mais segura. Dessa forma, o serviço só pode ser realizado após a afirmação ou contestação dessa análise.

Tanto a Polia de ferro fundido, quanto as correias ajudam na realização de serviços pois funcionam como uma base de aparelhos que trabalham com transmissão de energia mecânica. Tais equipamentos podem ainda auxiliar no funcionamento dos maquinários de soldagem.

Possui como função transferir os movimentos de força, tudo dentro de uma máquina, para que ele se torne confiável ao ser manejado. Ou seja, auxilia para que o serviço possa ser realizado de forma mais tranquila e otimizada.

Vale destacar que o equipamento deve sempre estar em bom estado e não pode estar desalinhado.

Há diversos tipos de correias e polias, mas seu principal uso é transmitir a potência, força e movimento para a máquina de solda, para que sua precisão seja perfeita e não cause acidentes ou defeitos nos produtos.

Com isso, esse material ajuda também a evitar demais problemas para o equipamento, como também para o funcionário, ao tornar o manuseio da máquina mais leve e seguro.

Já a Solda eletrica consiste em um processo de aquecimento e é feito por correntes elétrica, juntamente com as polias e correias que estávamos falando no tópico anterior.

É um tipo muito potente de soldagem de ferro, principalmente o que está fundido e deve ser trabalhado com um material chamado dínamo, que irá liberar toda a corrente necessária para a solda.

Assim, para que um ferro fundido seja soldado, todos os materiais devem ser previamente testados, trabalhados e devem estar em perfeito funcionamento, justamente porque é um material frágil e difícil de ser lidado nesse tipo de processo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *