Tudo o que você precisa saber sobre seladoras

As máquinas seladoras são itens muito importantes para uma empresa, uma vez que permitem automatizar o processo de selar e grampear embalagens, que, se feitos à mão, demandam muitos recursos humanos, resultando em gastos desnecessários à empresa.

Há diversos tipos de Seladora de embalagens, inclusive algumas com funções de embaladora. Seus usos abrangem diversas áreas, como indústria alimentícia, indústria farmacêutica, indústria têxtil, indústria gráfica, indústria metalúrgica, comércio de autopeças, comércio de brinquedos, comércio de cosméticos e outras utilidades domésticas em geral.

As seladoras de plástico são as mais comuns e usadas, e os plásticos para a confecção da embalagem são os de polipropileno e de polietileno. As seladoras podem ser manuais, de pedal, semiautomáticas ou automáticas, variando de acordo com as necessidades da empresa.

Na seladora de embalagens plásticas manual, o produto é envolvido por um filme plástico e selado através de uma guilhotina elétrica que une, sela e corta o plástico. Depois desse processo, o filme é passado por um equipamento de ventilação por ar quente, retraindo-se e moldando ao produto. À seladora também pode ser acoplada uma esteira para transportar o produto com mais eficiência.

É importante pesquisar sobre as máquinas

É importante que a empresa pesquise a fundo as máquinas seladoras que serão adquiridas, avaliando o uso que será feito, o preço e a qualidade.

A Seladora de pedal opera a partir de pedais que, quando acionados, promovem a junção dos dois plásticos, prosseguindo conforme as seladoras manuais, ou seja, selando e cortando o plástico. Ela não é ideal para ser usada em produções de larga escala, produzindo cerca de cinco embalagens por minuto.

O tempo de solda do polipropileno ou do polietileno é de aproximadamente quatro segundos, mas pode variar dependendo da grossura do plástico usado. É válido ressaltar que esse tempo deve ser contado mentalmente, mas os modelos de seladora com pedal e temporizador vêm com o contador (justamente o temporizador) que vai de zero a dez segundos, geralmente.

Outro tipo é a Seladora de alimentos, que permite a embalagem de alimentos a vácuo, excluindo ar, líquidos e gases do ambiente em que ficará o alimento, promovendo melhor conservação, ou seja, prevenindo que microrganismos presentes naturalmente no ar e no ambiente contaminem o alimento produzido, contribuindo como medida profilática de intoxicações alimentares causadas por bactérias.

Por serem equipamentos de uso simples e de pequeno porte, não oferecem grandes riscos aos seus operadores, ocupando também pouco espaço dentro do ambiente de produção, tornando-se uma boa maneira de agilizar o processo. Essas máquinas podem dispor de algumas facilidades, como controle da potência da solda, bandeja de apoio, acionamento por pedal, dentre outras.

Máquinas Seladoras: Maior eficiência para sua empresa

O uso de máquinas seladoras como parte do processo de produção promove maior eficiência da empresa, bem como mais segurança aos funcionários responsáveis pela embalagem do produto.

Assim como as seladoras de plástico em geral, as seladoras de alimentos também operam usando rolos de plástico ou mesmo papel filme, e tantos os equipamentos automáticos ou manuais são de pequeno porte e geralmente usados para embalar em pequena escala. Geralmente, essas máquinas se enquadram como seladora a vácuo doméstica.

Ao escolher uma seladora, deve ser levado em conta o espaço a ser ocupado, uma vez que as máquinas profissionais ocupam mais espaço e são mais difíceis de manusear, logo é muito importante que o uso seja assistido por um profissional apto a realizar selagens e embalagens com esse equipamento.

As máquinas profissionais também oferecem maior gama de materiais usados para a embalagem, enquanto as domésticas, apesar de oferecerem vantagens quanto à facilidade e acessibilidade de uso, possuem menor oferta de materiais para embalagem.

Desse modo, o primordial a ser analisado é o tipo de produção que se pretende, se for para pequenos comércios ou para uso próprio, uma seladora doméstica se mostra suficiente para o propósito, enquanto que para produções maiores, visando a atender um mercado mais amplo, é necessário investir em uma máquina profissional.

As principais vantagens vistas no investimento em uma seladora a vácuo são as reduções de perdas nas produções, ao passo que promove menor taxa de desperdício ao longo da produção e comercialização, melhor higienização e conservação do alimento produzido, maior flexibilidade na produção, permitindo o congelamento de alguns produtos para distribuí-los de acordo com a demanda e uma redução no tempo da confecção da embalagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *