Como preparar meu estoque para o final de ano

Final de ano costuma ser uma data favorável para o comércio.

As festividades, juntamente com o aumento da circulação de dinheiro no mercado, em função do pagamento do 13o salário, costumam impulsionar as vendas nos mais diversos setores. Por isso, uma preocupação comum das empresas é como administrar e preparar o estoque no final de ano.

Para administrar seu estoque de forma eficaz, você precisa se atentar a diversas variáveis para que não venha a sofrer com a falta de estoque, nem tampouco com o excesso.

Veja a seguir algumas dicas de como preparar seu estoque no final de ano:

  • Entenda a sua demanda

Em função dos motivos citados anteriormente, a movimentação do estoque costuma ser atípica no final do ano.

Embora a tendência seja de aumento da demanda, em alguns setores há uma acentuada redução, principalmente no caso de empresas que fornecem matéria prima. Isso acontece, principalmente, em função das férias coletivas, que são usuais em alguns ramos.

Para mais ou para menos, é preciso que haja adequação nos estoques, para que sua empresa não fique com excesso ou falta de mercadoria.

O primeiro passo é analisar as demandas dos anos anteriores nessa época do ano. Isso ajuda a ter uma ideia de qual será o comportamento das vendas.

Além disso, é importante observar como as vendas se comportaram no ano corrente. É possível que, de um ano para outro, a demanda de determinado produto tenha variado significativamente e a empresa precisa captar essas tendências.

Outro ponto importante é avaliar as expectativas da área de vendas. Muitas vezes, os profissionais dessa área possuem projeções atualizadas e podem fornecer dados preciosos para que a empresa possa adequar seu estoque no final de ano.

  1. Analise os dados externos

As projeções de mercado são importantes ferramentas para que as empresas adequem seu estoque no final de ano. Diversos fatores externos interferem nas vendas das empresas, tais como índice de desemprego, confiança na economia, taxa de juros, entre outros.

Diversas entidades, como a Confederação Nacional do Comércio (CNC), divulgam projeções de vendas durante todo o ano.

As empresas que não tenham histórico de anos anteriores, podem se basear nessas projeções para adequar seu estoque no final de ano.

Mesmo empresas que possuam histórico de anos anteriores, devem analisar as projeções de vendas para seu setor, para verificar se seu planejamento está alinhado com as expectativas de mercado.

  1. Planeje o fluxo de caixa

De nada adianta entender a sua necessidade de estoque se você não tiver recursos para supri-la. Por isso, é de extrema importância que as empresas planejem seu fluxo de caixa para atender à demanda nessa época do ano.

Muitas vezes, para aumentar o capital de giro, a empresa pode oferecer descontos para seus clientes que anteciparem seus pagamentos.

Até mesmo empréstimos podem ser contratados, porém, é preciso identificar tal necessidade antecipadamente, para que a empresa tenha tempo para pesquisar as melhores ofertas no mercado.

As empresas precisam fazer o máximo possível para não deixar seus clientes “na mão”. Não conseguir atender às demandas pode arranhar a reputação da empresa, além de jogar seus clientes nos braços da concorrência.

Manter um cliente é difícil, mas recuperá-lo é quase impossível. Por isso, a adequação do estoque no final de ano é de extrema importância.

  1. Invista em ferramentas de gerenciamento

Como vimos, a demanda de estoque no final de ano varia de acordo com o tipo de negócio. Em empresas onde há a redução da demanda, esse talvez seja o momento ideal para realizar um inventário físico completo, para colocar a “casa” em ordem.

Já nas empresas em que há aumento da demanda, é necessário aumentar os controles, para evitar erros, avarias, furtos e falta ou excesso de estoque.

Para ambos os casos, contar com uma ferramenta de gerenciamento é essencial.

Controles manuais são importantes, porém, não suprem com eficiência as necessidades de uma empresa.

O trabalho com planilhas, por exemplo, torna os processos mais demorados e complexos, menos confiáveis e mais suscetíveis a erros.

Uma solução integrada de gerenciamento de estoques torna a atividade muito mais dinâmica, ágil e segura.

Isso ajuda os gestores a perceberem as necessidades de antemão, possibilitando tomadas de decisões rápidas e no momento certo para que a empresa não venha a perder credibilidade.

Assim, é possível controlar melhor seus bens, seus custos e seus recursos, mantendo sua empresa competitiva no mercado.

Agora que você já sabe como preparar seu estoque no final de ano, não perca tempo e comece o seu planejamento!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *