Como funciona a segurança de grandes negócios?

Existem muitos tipos de operação que demandam a devida segurança dos colaboradores, pois podem oferecer riscos à sua integridade física e debilitar sua saúde de diversas formas, especialmente quando se trata de uma atividade contínua e diária.

Você conhece os itens destinados para esse tipo de proteção? E como eles podem ser aplicados de modo a contribuir para a otimização do desempenho dos profissionais e também para a geração de mais bem-estar organizacional?

No artigo a seguir, confira mais sobre o tema e fique por dentro de alguns componentes fundamentais quando estamos falando de operações de risco variadas.

Instalações elétricas

Uma das medidas mais importantes, no que diz respeito à manutenção da segurança interna de uma empresa e de seus clientes e colaboradores, é tornar a instalação elétrica segura e de qualidade, o que pode ser feito com serviços de reparo, prevenção e manutenção de itens como:

  • Quadros de distribuição;
  • Eletrodutos;
  • Disjuntores;
  • Cabeamentos.

Dessa forma, instalações comerciais, prediais, industriais e residenciais devem contar com aplicações e métodos de qualidade garantida, o que pode envolver uma série de componentes além dos mencionados anteriormente.

Nesse caso, as Empresas de instalações elétricas são as mais indicadas para o oferecimento de serviços de manutenção e conservação dos painéis eletrônicos, das cabines primárias, da proteção contra quebra de tensão e demais aspectos que não podem ficar de fora quando há um comprometimento com a segurança de todos os que usufruem dos espaços físicos de um empreendimento.

Equipamentos de proteção

Os Equipamentos de Proteção Individual, também chamados de EPIs, são altamente indicados para a realização de uma grande variedade de tarefas que podem colocar a vida, a saúde e a integridade física dos colaboradores em risco.

Por isso, uma bota de segurança e um óculos protetor podem estar presentes em diversos espaços de trabalho, evitando lesões diversas e acidentes que podem chegar a serem fatais.

Trabalhos em altura

Em alguns casos, a demanda por proteção deve ser ainda maior, pois um pequeno deslize é o suficiente para quedas e lesões extremamente graves.

No caso de um trabalho em altura, por exemplo, a aplicação de cintos é a única maneira de preservar a vida humana e garantir o melhor desempenho por parte dos colaboradores, que precisam se sentir seguros enquanto desempenham suas atividades.

Existem diferentes trabalhos que são exercidos em alturas diversas, de modo que os modelos de cinto também podem variar.

Ligados a cabos resistentes, geralmente feitos de aço, esses dispositivos garantem a sustentação dos profissionais a partir de performances específicas.

Desse modo, alguns tipos de Cinto de segurança EPI são:

  • Cinto para posicionamento com conexão abdominal;
  • Cinto paraquedista com um ponto de conexão;
  • Cinto paraquedista para solda;
  • Cinto para alpinismo industrial;
  • Cinto para espaço confinado com alça no ombro.

Os benefícios do uso desses componentes são muitos e vão desde a promoção de um melhor desempenho nas atividades executadas até mais segurança.

Você certamente já viu limpadores de janelas e montadores de andaimes utilizando esses itens. Os cintos garantem mais estabilidade e proporcionam a produtividade otimizada por parte dos colaboradores, que devem ter a certeza de que não estão em risco.

Além disso, as empresas que fazem uso correto desses itens garantem a eliminação de problemas judiciais com relação à sua aplicação.

Isso porque o uso dos cintos e dos demais EPIs é obrigatório e deve ser cobrado pelos administradores de espaços industriais, canteiros de obras, etc.

Protegendo os olhos

Os olhos são órgãos extremamente delicados e não é raro conhecer um caso de alguém que acabou tendo a visão debilitada por falta do uso de equipamentos corretos durante atividades que geram escoriações e impactos de partículas contra o rosto.

Por isso, o uso dos óculos de proteção individual é a garantia de eliminação desse tipo de risco, protegendo corretamente os olhos contra os agentes agressivos de operações diversas.

Vale lembrar que os modelos de óculos variam e é preciso se atentar às demandas do ambiente de trabalho e aos riscos oferecidos para a escolha do tipo mais eficaz.

As lentes, por exemplo, podem ser:

  • Amarelas;
  • Incolores;
  • Cinza;
  • Verdes;
  • In-out.

O mais importante é garantir que todos os funcionários saibam utilizar corretamente seu equipamentos de proteção, além de coibir a negligência com a aplicação em situações que podem oferecer riscos.

Isso vai gerar maior otimização produtiva e, claro, a segurança dos colaboradores, preservando a vida e o patrimônio humano que é tão caro e essencial a qualquer tipo de empreendimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *